Covid-19 avança mais rápido em cidades pequenas, aponta Fiocruz

Em duas semanas, houve aumento de 50% de novos casos em locais com até 20 mil habitantes; pesquisador alerta que respeita limite geográfico

 A rápida disseminação em grandes centros urbanos, aliada ao fluxo de pessoas entre cidades grandes e pequenas, faz com que o avanço da covid-19 cresça em municípios de pequeno porte, com até 20 mil habitantes. 

Um estudo da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) apontou, em duas semanas, aumento de 50% nos novos casos de coronavírus nessas áreas. Índice que, segundo os pesquisadores, revela uma situação preocupante em virtude da menor capacidade e disponibilidade dos serviços de saúde das cidades pequenas.

“A doença vai se difundindo através da rede de conexão das cidades. Pessoa mora em um município, trabalha no outro. A gente percebeu que o vírus se aproveitou dessa rede para se disseminar pelo Brasil, para os municípios menores”, explica o pesquisador epidemiologista da Fiocruz, Diego Xavier.

Dentre os municípios com mais de 100 mil habitantes, praticamente todos já apresentam casos da doença. Nas cidades com população entre 50 mil e 100 mil habitantes, 79% têm presença de casos.

Nos locais que têm entre 20 mil e 50 mil habitantes, 44% já registraram casos de Covid-19. Entre municípios com população entre 10 mil e 20 mil pessoas, esse percentual é de 22%. Já em cidades com até 10 mil habitantes, 9% registraram casos de coronavírus, segundo dados da Fiocruz.

Informações

Autor: Web Rádios

Data: 13/05/2020 10:26

Acessos: 137 Acessos